Quase Crônica: Quando a gente não cabe na gente

Após muita reflexão eu consegui apenas concluir uma coisa a meu próprio respeito: tem dias que eu sou tão grande que não caibo em mim mesmo e dias que sou tão pequeno que não me preencho. Sou o tipo de pessoa que quer muita coisa e quer demais, isso me faz ser grande, sentir-me grandioso. Isso é uma faca de dois gumes,  pois o mesmo pode me sufocar e frustrar a ponto de ter dias em que aquela deprê indesejada bate e aí,  já viu… me sinto pequeno.

É uma benção ser multi-criativo, estar sempre se reinventando, criar mil e um projetos, executar uns duzentos, ver em projetos de amigos e conhecidos portas para grandes parcerias, tudo isso é fabuloso. Mas toda essa hiper criatividade é perigosa. Pessoas criativas tendem a querer ver tudo acontecendo, tomando forma, não apenas no papel, no projeto, no planejamento. Aí que mora o perigo e que tem me gerado cabelos brancos. Há quem consiga relaxar, ir com calma, esperar o amanhã. Infelizmente este não é o meu time. Sou do time dos atucanados, dos “quero tudo pra ontem”, dos “vamos fazer? quando? amanhã?” e por isso tenho perdido sono.

O problema não está apenas em não conseguir cumprir cem por cento dos prazos pessoais e metas que nós, os hiper criativos temos e criamos. O problema maior talvez seja a frustração de não conseguir manter-se motivado sempre, pois isso é a alavanca para a realização de tudo que se planeja, não é?! Mas, mesmo os mais ativos e positivistas, não estão imunes a dias ruins e é aí que lembramos ser humanos e fazer parte da vida, a queda, que dá força para alçar novos voos.

Ainda espero o dia em que minha mente e energia acalmem-se e juntas comemorem projetos que nascem devagar e não têm previsão de resultados. Ainda quero ser zen o suficiente para no fim da noite tomar um chá pensando “vou deixar aquele projeto para semana que vem” e não “tô sem tempo para isso, o que eu priorizo agora?” Anotando na agenda a meta para 2016: caber em mim, saber relaxar e não ter expectativas além do que me cabe. Acho que comecei bem, afinal impus esta meta para 2016, comecei deixando um plano para mais tarde.

A-Vida-de-um-Projeto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s